Quando é necessário um tratamento de canal?

Quando é necessário um tratamento de canal?

A endodontia é a especialidade odontológica popularmente conhecida como “tratamento de canal”.

Quando é necessário um tratamento de canal?

De modo geral, as causas mais comuns para este tipo de procedimento são: dentes quebrados, cárie profunda ou traumas recentes ou antigos.

O procedimento consiste na remoção de todas as estruturas inflamadas de dentro do canal, para em seguida preencher todos os espaços com vários materiais diferentes compactados.

Quando indicado, deixar de fazer o tratamento de canal pode ocasionar dores no local, inchaços, problemas sistêmicos ou até mesmo a perda do dente.

Na Gasparini Odontologia possuímos equipamentos que possibilitam fazer o tratamento de canal em uma única sessão, desde que bem avaliado. Utilizamos equipamentos de instrumentação mecanizada e radiografia digital, com o objetivo de garantirmos um tratamento mais rápido e sem dor.

O especialista desta área é responsável pelo cuidado de dentes com a raiz e regiões próximas infeccionadas. Uma vez que a prevenção não foi feita de forma correta, o paciente agrava o caso levando-o a infecções. Mais conhecido por tratamento de canal, este processo é remover a parte infectada da polpa dental, obturando e eliminando a causa da infecção.

Qual é a sequência de procedimentos em um tratamento de canal?

1 – Anestesia – O tratamento de canal é feito com o uso de anestesia local. O procedimento é feito com pequenas injeções na gengiva, próxima a base dos dentes. Alguns dentistas utilizam ainda pomadas anestésicas para diminuir a sensação da picada.

2 – Abertura da coroa do dente – Para poder chegar até o lugar afetado, o dentista utiliza uma broca de obturação para entrar pela coroa, parte de cima dos dentes, e assim poder alcançar o tecido que está infectado.

3 – Remoção do tecido e limpeza dos canais – Para prevenir que a cárie se espalhe ou que a inflamação da polpa afete outras partes do dente, é necessário remover o tecido infectado. Para isso, o dentista utiliza uma lima. Com essa lima, o dentista raspa e desinfeta os pequenos canais da polpa, com o objetivo de retirar todo o tecido infectado da polpa e parar o avanço da cárie.

4 – Restauração – A última parte do tratamento de canal é a restauração. Nela, o dentista preenche o espaço criado pela retirada de tecido com resina ou com uma prótese recriando assim o formato original do dente e selando, evitando a entrada de mais bactérias.

Em resumo, quando é necessário um tratamento de canal?

Em situações de dentes quebrados, cárie profunda, traumas, inflamação e/ou infecção.

Siga-nos nas redes sociais:
Facebook
Instagram
Youtube


Pessoas que leram este artigo, leram também: