Como está sua saúde bucal após um ano de pandemia?

Como está sua saúde bucal após um ano de pandemia?

Em matéria publicada no valor econômico, a Federação Dentária Internacional (FDI) levanta algumas questões importantes relacionadas às consequências catastróficas do vírus na saúde bucal da população em geral.

A matéria mostra que muitos pacientes hesitaram em procurar assistência odontológica por medo ou mesmo pela impossibilidade de sair de casa. O artigo relata o aumento no índice de cárie dental e problemas periodontais assim como as lacunas dos tratamentos ortodônticos.

Como está a saúde bucal da população em geral, após um ano de pandemia?

Segundo a matéria, cáries que poderiam ter sido tratadas como uma simples restauração, algumas delas já se encontram num estágio mais avançado.

O que observamos na nossa clínica diária aqui na Gasparini Odontologia, é que nos casos de cáries dentárias em estágios mais avançados, os tratamentos são mais invasivos, isso envolve remoção do tecido cariado e preenchimento da cavidade com material restaurador. Em alguns casos pode ser necessário o tratamento de canal, ou seja remover a cárie que atinge a parte mais interna e central do dente, região onde temos vasos e nervos (polpa dentária).

A pandemia gerou inúmeras alterações dentais causadas por fatores relacionados às mudanças no estilo de vida da população nessa fase delicada: alimentação frequentemente ácida, alteração da rotina, estresse (apertamento e/ou bruxismo noturno e/ou em vigília), uso de medicações que diminuem o fluxo salivar, ingestão de vitaminas e complementos ácidos, refluxo gástrico entre outros fatores.

O que fazer para manter a saúde bucal?

Adotar bons hábitos de higiene oral com escovação dos dentes e uso do fio dental após as principais refeições é fundamental para a saúde bucal.

Segue algumas dicas de prevenção de cárie dentária:

– Visite o seu dentista a cada 6 meses.
– Evite a ingestão de alimentos ácidos.
– Reduza a ingestão de alimentos ricos em açúcar e carboidratos.
– Priorize sempre a escovação na sua rotina diária.
– Em caso de boca seca persistente, o risco de incidência de cárie dentária é maior, por isso procure ajuda do dentista ou médico para identificar a causa do distúrbio e encaminhar o tratamento.

Fonte: Valor Econômico

Siga-nos nas redes sociais:
Facebook
Instagram
Youtube


Pessoas que leram este artigo, leram também: